Posts Tagged ‘batman’

Sobre cães e lágrimas

November 9, 2010

A categoria “gente que gosta de cachorro” não é coesa, nem uniforme. Mas numa escala que vai de comprar roupinha de batman a dar um sorrisinho quando vê um salsicha, posso atribuir essa etiqueta à maioria das pessoas que eu conheço. A mim, inclusive. Recentemente, resolvi que gosto dos cães pela falta de habilidade que eles têm em fingir. Não importa o quanto um cachorro tente ser dissimulado: se o bichinho fica feliz, o rabo denuncia. Impossível não se comover com um rabinho abanando, uma manifestação tão despretensiosa de contentamento. José diz que é carência. Eu digo que é sinceridade compulsória – e acho a coisa mais linda nessa história de ser cachorro.

Nesse parágrafo agora eu suspendo os cachorros e vou pra minha primeira sessão de análise: um desajeito completo misturado com a euforia juvenil que me consome quando eu faço as coisas pela primeira vez. Eu só tinha uma certeza quando pisei naquela sala de sofá, divã e cadeira. Queria não chorar mais. Ou pelo menos chorar como uma pessoa adulta, naquelas horas em que é socialmente normal sucumbir ao choro: filme bonito, despedida, enterro, tragédia. Sei que eu devo ter consumido uma caixa inteira de lenços de papel enquanto tentava explicar minha completa ausência de controle emocional. Estava obstinada: queria uma cura, um tratamento radical e definitivo.

Se quase um ano de sofá na quarta-feira teve algum resultado, foi me convencer que eu não preciso tanto assim tentar segurar o choro e dissimular meu estado de espírito. Pode ser conformismo, claro. Mas em uma chave de interpretação mais light, é só mais uma forma (meio bizarra, mas muito legítima) de lidar com o desespero – e com a emoção de forma geral. É o que eu resolvi adotar como jargão quando as pessoas se assustarem com minha choradeira. Tem gente que grita com os outros, tem gente que desenvolve doença de pele, tem gente que larga tudo e compra um helicóptero. Eu choro. É o meu rabinho balançando.

Menos, né, gente.

Advertisements