Posts Tagged ‘melancolia’

Top 5 músicas de auto-ajuda

November 6, 2012

Curtir fossa é preciso, viver não é preciso. Mas depois de sofrer muito com aquela rasteira do cosmos, sempre chega o momento de tirar a coletânea da Elis do Mp3 e ser feliz de novo. É por isso que o Selvagem, sempre antenado nas tendências do mercado e imbuído do espírito de amor ao próximo, selecionou cuidadosamente uma listamiga de 5 pérolas da auto-ajuda musical. A ordem de apresentação das músicas na lista segue o espectro de melhoria do humor e da vontade de viver – além de, é claro, ir da piorzinha para a mais legal.

Divirta-se!

5 – Felicidade – Marcelo Jeneci

Essa música é muito chata, de tão do bem. No minuto 1’23” do clipe, se você prestar atenção, aparece até um ursinho carinhoso em cima da árvore, fazendo joinha para a Laura. Mas ela é super recomendada pro momento seguinte à fase de chafurdar na lama, quando você começa a perceber que existe vida após a fossa.

 

4 – Copo vazio – Gilberto Gil

Representante sombrio da lista, o quarto lugar oscila entre a auto-ajuda e a fossa total. Um copo vazio está cheio de ar, com toda a ambiguidade que o sotaque baiano do Gil é capaz de trazer. Afinal, nenhuma recuperação é 100% raios de sol e amor: tem sempre uma porcentagem de vazio existencial, né.

(Ficou curioso em saber por que deus esse vídeo traz cenas do Paris-Texas? Eu também.)

 

3 – Coração tranquilo – Walter Franco

A mais fofinha da seleção. É tipo um mantra, que o Walter Franco compôs e gravou num disco sugestivamente chamado de Respire Fundo. A versão do Pato Fu é demais também, mas a pose marota do Walter na foto do video alegra qualquer coração. Fora o poder de auto-sugestão da repetição eterna, incrivelmente efetivo.

 

2 – Os pingo da chuva – Novos Baianos

Essa é pra ligar o som bem alto e ir tomar um banho, gritando com a Baby no chuveiro: “É os pingo da chuva me molhaaaar!”. Além disso, “só está faltando fósforo” é um dos melhores conselhos que eu já ouvi na vida. Perdeu o emprego? Já já arruma outro, bobo, só está faltando fósforo. Ela te deixou? Ah, não preocupa, só está faltando fósforo. Daqui a pouco as coisas se ajeitam. Tá meio abatida? Só está faltando fósforo, vem cá, come uma banana.

 

1 – Fill your heart – David Bowie

Vários conselhos motivacionais reunidos numa música incrível, com um pianinho mara e o Bowie arrasando nos agudos. Não é à toa que Fill your heart ganhou o primeiro lugar. É o momento da reconciliação com o cosmos: você sabe que vai recuperar o amor próprio quando dá o play e é tomado por uma vontade louca de sair dançando na rua, na chuva, na fazenda, na velocidade 5 do créu. ❤

Advertisements

Sobre o meu pai

December 15, 2010

Eu não conheço meu pai. Na verdade, não é que eu nunca tenha conhecido. Meu pai começou a sair de casa quando eu tinha 11 anos, levando o acústico dos Titãs e metade dos outros discos da estante. Terminou quando eu estava com 16, sem nem ter visto meu cabelo curto. E nunca mais apareceu. Não sei se eu mesma apaguei as memórias, ou se nunca parei pra conhecer meu pai direito. Mas me lembro muito pouco dele. Hoje, lembrei que ele tinha uma coleção de chaveiros. Às vezes, ele tirava a coleção do maleiro, e eu e meu irmão ficávamos olhando eles brilharem. Forçando um pouco, lembro que ele fazia macarrão no domingo, às vezes. E quando tinha churrasco no terreiro, ficava muito bêbado e chutava o ar. Meu pai trabalhava no PABX. Nunca soube o que isso queria dizer, mas tinha alguma coisa a ver com telefones e computadores. Quando eu ia pra lá, ficava jogando Prince of Persia. Eu fico brava quando me dizem que eu pareço com meu pai. Primeiro, é claro, porque minha mãe é linda – e ele, não. E isso só me lembra o quanto eu puxei do lado errado da família as pernas gordas, os olhos caídos e as alergias. Segundo, porque tenho mágoa, mesmo. O que eu retive da figura dele foi um dente amarelo, boa dose de mau-caratismo e o exemplo perfeito de uma crise de meia idade.